Post | Pré-Planejamento para o Oceano

O planejamento  pode ser um oceano a ser desbravado. Ainda mais quando temos do lado de cá do teclado vontade e entusiamo de um Amyr Klink. O planner já atua com o imenso desafio do tão fadado “potencializar” ações de comunicação para o cliente, na ponte entre a criação e o atendimento. Terra comum. Ir além é o desafio real. Todo o planejamento de certo exige uma pró-atividade criativa na busca de estruturar sentidos não necessariamente disciplinados de um brainstorming.

Mas existe um Mas. Muito antes de pegar o barco, apontar para o atlântico e esperar aportar à Europa, a volta ao mundo começou na pesquisa de informações para traçar rotas e trechos da viagem. Fazer o planejamento para o planejamento. Uma bela redundância propositalmente trazida à luz pois exigirá do profissional conhecer bem aquilo que se deseja propor de forma organizada. Não me refiro aquela pesquisa encomendada unicamente. O embasamento começa ouvindo primeiro várias áreas.

Quando vamos comprar um carro ou planejar uma viagem, antes de comprar o classificados o que fazemos? Conversamos sobre os carros dos amigos, custos gerais, tempo de oficina, IPVA, desvalorização, novo modelo de fábrica, lançamentos e daí procuramos nosso mecânico de “confiança”. Uma viagem comprada pela web não tem muita força no Brasil. Pois precisamos estar frente a frente com quem vamos confiar nossa única semana em 12 meses de puro trabalho, onde tudo é tão importante quanto não se preocupar com nada. Ouvir testemunhos, dicas e recomendações de lugares e o que funciona ou não, torna-se mais fundamental do que aquele anúncio de  “7 dias e 6 noites”.

O sentido é justamente procurar fontes diversas de informação. Onde necessariamente não apenas aquilo que queremos ouvir. No planejamento a busca pelo consagrado “insight” surge quando não o procuramos. Ouvir pessoas prospects do produto ou mesmo os clientes, funcionários da empresa, ir à rua e gravar estas conversas pode contribuir para percepções diferentes. Sair do universo Google ou expandir para fontes gratuitas, como em órgãos e institutos do segmento. A busca e pesquisa por informações no preparo do seu planejamento poderá conduzir para uma criação muito mais desafiante. Como aquele dia em que levantamos âncora, ciente do tempo, altura das ondas, ferramentas certas,  tipo de alimentação adequada e o principal, um plano de rota com o testemunho de quem já atravessou o oceano antes.

Agora é sua vez, comente!

Por Cristiano Morley, publicitário, fundador do blog OplanoDeVoo

Agora é com você, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s