Post | Diálogos – Ensino x Comunicação, com Prof. Rodrigo Boschi

Em continuidade à série “Diálogos” com foco em Comunicação e Educação o convidado deste segundo post é o professor Rodrigo Fortini Boschi, da Puc-MG e Una. A entrevista explora as expectativas do aluno frente ao mercado de trabalho que o espera e ainda aspectos específicos do ensino da mídia em um contexto de novas tecnologias muito dinâmico.

oPlanodeVoo – Rodrigo, fale um pouco sobre você e suas atuações profissionais. 

Rodrigo Boschi – Sou economista e publicitário. Comecei a me interessar pelo comportamento de consumo ainda na economia. Mas foi na publicidade que vi essa possibilidade se abrir mais claramente. Sou sócio da Sigla Comunicação desde sua fundação, em 2002, e professor do curso de Publicidade da PUC desde 2004 e da Una desde 2006.

oPlanodeVoo – Em sua opinião como vê a movimentação do mercado publicitário na dinâmica dos investimentos em mídia tradicional, em contrapartida ao surgimento de novas tecnologias e novos meios alternativos?
Rodrigo Boschi – Quando falamos de novos meios que utilizam novas tecnologias geralmente nos referimos à Internet. É um erro comum a todos nós. Mas temos de ter em mente que todos os meios usam tecnologias novas o tempo inteiro. As mídias tradicionais não são sinônimas de dinossauros que pararam no tempo. É bem verdade que por vezes nos deparamos com alguns dinossauros, mas não são a regra. Quanto à diversificação das mídias, digitais ou não, é um processo inevitável que vivemos há alguns anos. A questão é não achar bom ou ruim, é saber a melhor forma de aproveitar as características de cada mídia para gerar mais retorno ao anunciante. Especificamente sobre as mídias on line, ainda são um modelo em aberto. A insistência em trabalhar num modelo de remuneração diferente do usual no Brasil (comissionamento de agência) poderia ser um dificultador comercial. E acho até que em alguns casos o seja. Entretanto, há um movimento sério para que se repense a remuneração de mídia nas agências e talvez seja o online a porta que precisávamos para escancarar o assunto, para sentarmos à mesa e discutirmos abertamente o assunto. São mídias que não podem mais ficar de fora dos planos de mídia e por isso mesmo obrigam tal debate.

oPlanodeVoo – Como identifica no ensino de Mídia as mudanças necessárias para atualização constante diante do mercado.

Rodrigo Boschi – As disciplinas de mídia historicamente enfrentam resistência nos cursos de publicidade sob uma alegação injusta: é muito difícil porque tem conta. As operações matemáticas ali propostas são bastante elementares e não são as contas em si que dificultam o processo e sim o bloqueio que parte dos alunos tem em relação à calculadora ou ao Excel. Quem trabalha na área ou estudou mídia adequadamente na faculdade sabe que o ponto central da disciplina está no pensar a mídia, nas estratégias e táticas de mídia. É aqui que a verdadeira habilidade em mídia é desenvolvida. E, convenhamos, um publicitário não pode ser bom sem entender de táticas e estratégias de mídia. Por ser uma área bastante aplicada os professores de mídia são obrigados a se atualizarem semestre a semestre. Em geral, estes são professores que atuam em agências também e trazem esta experiência mercadológica para dentro de sala de aula.

oPlanodeVoo – Considerando o aluno como um elemento que participa das mudanças sócio-econômicas e ao mesmo tempo sofre impactos, como percebe suas expectativas diante do mercado de trabalho?

Rodrigo Boschi – Temos uma geração de alunos e recém-formados que precisa de uma boa dose de humildade. Eles querem ser diretores sem conhecer os processos das organizações. Eles têm uma tendência grande a queimar etapas. Esta ambição é ótima, mas há de se ter em mente que para chegar num posto de liderança é necessário ter bagagem e conhecimento, que não se tem aos 20 anos de idade. Sendo assim, eles acabam frustrados porque enxergam que o mercado não os entende, não vê o potencial que eles têm. Ao contrário! O mercado vê o potencial e os prepara para usar todo este potencial da forma correta, ele canaliza as energias para a direção correta. Perceba a discrepância: um profissional recém-formado que quer crescer rápido e um mercado que precisa de gente com mais experiência.

oPlanodeVoo – Como professor do curso de graduação em comunicação social e empresário do segmento, quais seriam as principais expectativas do mercado de trabalho com o recém-formado, no contexto de gerações cada vez mais desapegadas às relações de trabalho tradicionais?

Rodrigo Boschi – Essa questão acabou começando a ser respondida na anterior. O fato das gerações mais novas terem uma relação diferente com o trabalho, não se apegando tanto à empresa em que estão e enxergando mais sua carreira não é necessariamente ruim. É que as próprias empresas se adaptam para ficar com os profissionais que melhor as atendam e estes certamente serão aqueles que enxergam naquela empresa uma boa oportunidade de desenvolvimento profissional. Essa relação não significa necessariamente fugacidade. Significa uma relação até menos hipócrita, embora em alguns momentos cause transtornos. O negócio é que as empresas se estruturam de um jeito tradicional e os novos profissionais são ecléticos. Quem está certo e quem está errado? Talvez as empresas tenham de se rejuvenescer e os profissionais tenham de amadurecer.

Agora é sua vez, comente!

Por Cristiano Morley, publicitário, fundador do blog OplanoDeVoo

:::  @oplanodevoo   :::  facebook.com/oplanodevoo   :::   blogoplanodevoo@gmail.com

Os comentários publicados são de responsabilidade integral de seus autores e não representam a opinião deste blog. Observando que não são permitidas mensagens com propagandas ou conteúdos ofensivos e desrespeitosos.

Agora é com você, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s